Buscar
  • Gilson Aguiar

Nara Leão: que cantou de tudo e namorou quem quis

Da bossa nova aos sambas do morro, da tropicália à jovem guarda, a trajetória da cantora é tema de excepcional documentário da Globoplay

Nara Leão ajudou a criar a bossa nova e o que chamamos de MPB, cantou o samba dos morros do Rio de Janeiro, participou da tropicália e da jovem guarda. Consagrada ainda muito jovem, ajudou a lançar Chico Buarque e Maria Bethânia — isso é dito por eles. Foi uma das únicas artistas, junto com Caetano Veloso, a se opor à discussão sem sentido da presença da guitarra elétrica na música brasileira.

Sem se prender a estilos, grupos e paradigmas, trafegou por todos os movimentos, sem preconceito, aberta a novidades. Namorou músicos com quem cantou, e pessoas do teatro, e do cinema, e quem mais ela quis. Recebeu o apelido, e o odiava, de musa da bossa nova. A música brasileira, das décadas de 1950 a 1980, seria mais pobre sem Nara.

4 visualizações0 comentário